Tipos de Geração

 
Asset 5_2.png

Energia Heliotérmica

energia heliotérmica

É o processo de conversão da irradiação solar diretamente em energia térmica e, em seguida,

em energia elétrica. São usadas duas etapas nesse processo: a coleta térmica e o ciclo de potência. Na primeira etapa, são utilizados espelhos para concentrar os raios solares e aquecer um fluido com o calor da concentração.

Na segunda etapa, o fluido aquecido é utilizado para acionar uma turbina, chamando-se esta etapa de ciclo de potência. Assim temos uma usina geradora de energia elétrica com uma turbina acoplada a um gerador elétrico que transforma a energia de rotação em eletricidade.

O investimento para a construção de usinas heliotérmicas é bastante alto, porém com uma tendência muito forte a cair bastante nos próximos anos. Os custos de manutenção são baixos em relação à instalação, e o custo de implantação é inversamente proporcional ao tamanho da usina. Já temos muitas estações heliotérmicas operando no planeta com técnicas bastante avançadas para rastrear o sol e focalizar sua luz. Para isso são utilizados cilindros parabólicos, refletores lineares e torres de energia solar.

Sistema para ser utilizado em regiões com forte e frequente incidência de raios solares.

 
Asset 5_2.png
energia fotovoltaica

Energia Fotovoltaica

Esse processo utiliza células fotovoltaicas, que estão encapsuladas dentro das placas solares, geralmente feitas de silício ou outro material semicondutor. Ao serem expostas à radiação solar, as placas geram eletricidade.

Simplificadamente, a incidência da radiação sobre esses materiais favorece a movimentação dos elétrons de um lado para outro, produzindo uma diferença de potencial e, consequentemente, uma corrente elétrica.

Além das usinas fotovoltaicas que produzem eletricidade em grande escala, o mercado atual oferece soluções aplicáveis às residências, às indústrias e aos comércios. Como exemplo, os sistemas fotovoltaicos on-grid, off-grid e híbridos são ideais para prover independência e autonomia em energia.

Os geradores on-grid são conectados à rede elétrica pública, e permitem a geração de créditos de energia que podem ser utilizados para abatimento na conta de energia e consequente economia no consumo de eletricidade. Os off-grid não possuem conexão com a rede elétrica e, por isso, são utilizados em regiões com acesso remoto, tais como, as rurais.

 

Neste caso, a energia gerada pode ser utilizada imediatamente durante o dia, por exemplo, ou armazenada em baterias para uso noturno. 

Isso tem facilitado ainda mais o acesso a essas tecnologias no nosso dia a dia, garantindo competitividade com outras fontes de energias convencionais.

 
Asset 5_2.png
aquecedores a energia solar

Por Calor Armazenado

Os sistemas de armazenamento de calor utilizam massas fluidas ou sólidas para retenção da energia solar, elevando a temperatura interna. Essa energia geralmente tem um período de utilização.

Nesses sistemas, são utilizados materiais com capacidades térmicas altas — como água, terra e pedra — para reter o calor proveniente do sol e utilizá-lo posteriormente para aplicações diversas.

Alguns dos aquecedores solares domésticos funcionam como armazenadores de calor. Esses equipamentos são constituídos pelo coletor solar e o reservatório térmico. O primeiro é o responsável pela absorção da radiação solar e por transferir o calor para a água em circulação nos tubos de cobre. O segundo, também conhecido como Boiler, é um reservatório constituído por cilindros de cobre que são isolados termicamente e conservam a temperatura da água até o momento em que ela será utilizada.

É esperado que o mercado de energias renováveis cresça ainda mais com a busca constante por desenvolvimento sustentável. Com isso, o acesso e a utilidade dessas tecnologias ficarão ainda mais presentes no nosso cotidiano — uma vez que os custos tendem a diminuir e a eficiência desses equipamentos tende a aumentar gradualmente.

Investir na geração de energia solar, especialmente, garante um potencial de autonomia energético cada vez mais alto, além de agregar o valor da sustentabilidade ao negócio ou à edificação sem prejudicar o futuro das próximas gerações e do planeta.